Câmara pode sacramentar venda dos campos da Atlética e do Estrela em sessão extra nesta quinta

Câmara pode sacramentar venda dos campos da Atlética e do Estrela em sessão extra nesta quinta

Atletica Campo 20Cidinha Pavanelli assumiu a presidência da Atlética com a morte do seu irmão Adair, um dos grandes dirigentes do nosso futebol amador e lidera o movimento 

A Câmara Municipal de Araraquara convocou Sessão Extraordinária para a tarde desta quinta-feira (12), às 16 horas, a pedido da Prefeitura, para discutir a venda de duas áreas públicas: o campo da Associação Atlética Ferroviária (Estádio Campos Pereira de Barros), no Jardim Paulista, sem que no projeto seja apontado o comprador e a área do antigo Estrela Futebol Clube (Estádio Flávio Ferraz de Carvalho), esta, destinada ao Departamento Autônomo de Água e Esgoto. Os valores apurados pelos avaliadores da Prefeitura somam quase 10 milhões de reais (R$ 9.880.432,42). Um terceiro projeto também será votado, atribuindo denominação à uma academia ao ar livre, no Jardim Universal, que a Prefeitura programou para ser inaugurada no final de semana.

A área da Atlética, localizada próximo à sede da Secretaria Municipal da Educação e da Escola Municipal de Dança, no Jardim Paulista, tem 14.838,30 m², com 590 m² de benfeitorias, ou seja, de construção, no caso vestiários e outras salas, com idade aparente de mais de 50 anos.

Seguindo normas da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas e do IBAPE – Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia, considerando informações do mercado imobiliário e até padrões de fator depreciativo (fórmula Ross/Heidecke), o valor da área foi estimado em R$ 3.288.860,85).

Juntos aos documentos enviados à Câmara aparecem duas declarações, das Secretárias Municipais da Saúde e da Educação, afirmando que não há projetos de ocupação ou implantação de algum serviço para o referido imóvel.

Já a área do Antigo Estrela Futebol Clube, localizado na Avenida José Parisi, recebido em doação pela Prefeitura no ano de 2009, tem 16.247,60 m² de área, além de diversas construções, como quadras, mini campos, piscinas, salão de festas, barracão de campos de malha, bocha e bar; vestiários, reservatório de água, poço artesiano, prédio onde era a sede do Fundo Social de Solidariedade, casa do zelador e outros, totalizando 7 mil m².

No laudo de avaliação estão descritas as estruturas de todas as edificações, junto com suas avaliações individuais. Somados os valores atribuídos ao terreno e edificações, temos R$ 6.791.098,37. Igualmente há ofícios das secretarias municipais da Saúde e Educação, apontando não haver projetos para implantação de serviços no imóvel.

O terceiro projeto trata da denominação de uma academia ao ar livre, localizada na Praça Américo Andrião, no Jardim Universal. Por meio de indicação do vereador e presidente da Câmara Municipal, Jéferson Yashuda Farmacêutico, a Prefeitura inaugura esta academia no final de semana, dando o nome da professora Eunice de Oliveira Amorim ao espaço.

Eunice realizou trabalhos de alfabetização na Escola Rainha Universal, que funcionava no barracão comunitário da igreja, ao lado da academia, em outras escolas do município e também na zona rural da cidade, demonstrando vocação de alfabetização desde os 15 anos de idade.

Foi ainda a primeira professora de seus oito filhos, ensinando-os a ler e a escrever antes mesmo de irem à escola. O vereador recebeu o pedido da homenagem dos próprios moradores do bairro. Ela faleceu em maio de 2011, aos 85 anos de idade.

QUEM VAI DAR AUTORIZAÇÃO PARA A VENDA

Eleitos em 2016, 18 vereadores uma vez mais terão uma vez mais a grande responsabilidade de decisão em um assunto polêmico na cidade. Em uma “penada” só poderão autorizar a Prefeitura Municipal a vender dois estádios de futebol – ou campos, o que para os torcedores ou amantes do futebol amador será a destruição de uma história construída no passado. Contudo, há uma nítida pressa para que a autorização seja sacramentada.

 Com a respectiva votação nas eleições passadas, eles deverão decidir:

Gerson da Farmácia (PMDB) - 1.934 votos

Toninho do Mel (PT) - 1.894 votos

Thainara Faria (PT) - 1.572 votos

Elton Negrini (PSDB) - 1.543 votos

Pastor Raimundo Bezerra (PRB) - 1.527 votos

Juliana Damus (PP) - 1.516 votos

Magal (PMDB) - 1.188 votos

Rafael De Angeli (PSDB) - 1.177 votos

Porsani (PSDB) - 1.068 votos

Tenente Santana (PMDB) - 1.019 votos

Edio Lopes (PT) - 987 votos

Elias Chediek (PMDB) - 974 votos

Zé Luiz (Zé Macaco) (PPS) - 903 votos

Paulo Landim (PT) - 889 votos

Jéferson Yashuda Farmacêutico (PSDB) - 885 votos

Edson Hel (PPS) - 822 votos

Lucas Grecco (PSB) - 812 votos

Roger Mendes (PP) - 648 votos

ANTECIPAÇÃO VEM COM EXTRAORDINÁRIA

Em férias, os vereadores estão sendo chamados as pressas para autorizar o prefeito Edinho Silva a vender as áreas. Foi também durante mandato anterior que a Prefeitura vendeu o Estádio Municipal ao Clube Araraquarense.

No caso desta quinta-feira, a Associação Atlética Ferroviária, clube amador tradicional da Vila Xavier, através das redes sociais vem tentando mobilizar a população a participar de um abaixo-assinado que sensibilize os vereadores em não votar favoravelmente a venda do seu campo. O prazo para o abaixo-assinado seria até o dia 16, no entanto, a sessão extraordinária da Câmara está se antecipando.

As pessoas interessadas em assinar o documento podem passar pela Rua Expedicionários do Brasil, 1315 ou então ter informações através dos telefones (16) 3332-5312 ou 99704-6691.